As pequenas coisas

O melro preto no galho do pinheiro, um riso infantil, a brisa fresca que me acaricia, o mar espraiando-se, a serenidade deste entardecer, duas gotas de chuva inesperadas, o braço forte envolvendo-me a cintura, um raio de sol, aqueles olhos ternos num rosto sem viço. Pequenas coisas, talvez, mas uma a uma, ou todas juntas, estas e outras farão as alegrias da vida, o lado bom que nos traz a felicidade.
E então será isso. Procurarei dividir pequenas ou maiores alegrias, contar histórias de hoje e de ontem a quem quiser conhecê-las, trazer a este blog as tais coisas que nos podem fazer sorrir e pensar.
Gostaria que se sentissem bem neste cantinho.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Um ano

Um ano. Um ano de descobertas, partilhas, conhecimentos, Amizades. Um ano que, para mim, resultou numa experiência positiva. O blog As Pequenas Coisas começou há doze meses, precisamente neste dia, 2 de Julho. O primeiro texto publiquei-o ainda um pouco insegura, sem saber muito bem que caminho devia seguir. Mas rapidamente fui ganhando confiança. "Descobri" outros blogs, outros blogs "descobriram" o meu. E foram-se desenvolvendo muitos conhecimentos virtuais que conduziram a verdadeiras amizades. Aprendi muito sobre este novo mundo, troquei saberes.

A certa altura o blog transformou-se quase num vício, sempre ansiosa por publicar um texto, por ver os comentários que chegavam. Foram tempos simpáticos partilhados com pessoas gentis.

E hoje, no dia em que o blog As Pequenas Coisas completa um ano, termina a sua existência. Encerro-o. Com pena, é verdade. Mas terá de ser, o tempo não me chega para me dedicar como gostaria. O blog fecha, As Pequenas Coisas da vida é que seguem comigo. São a minha forma de estar no dia a dia. É nas coisas simples, penso assim, que se constroem as alegrias, as horas felizes, os grandes momentos, as Grandes Coisas. Assim continuarei. E um dia, quem sabe, voltarei a abrir o blog. E, quando as saudades forem maiores, arranjarei um tempinho para visitá-los com calma.

Até sempre.


Por agora sigo ao encontro de novos desafios.



46 comentários:

loo rock disse...

Amiga Berta,
Tudo na vida tem um princípio e um fim!
De quem gostamos, sentimos sempre a falta. Os seus trabalhos, a sua sabedoria, maneira de estar e pensar, criam um vazio na blogosfera. Acabamos por ter "aquele viciozinho" de espreitar a sua página, de descobrir sempre algo de novo. Mas concerteza num futuro próximo, irá fazer-nos de novo, companhia! Até porque "nestas coisas" da net, dificilmente conseguimos separar-nos... Felicidades para si!
Carlos

Maria disse...

Um dia, quem sabe, voltarás.
Desejo-te todo o sucesso nesse encontro com novos desafios, com a certeza de que aparecerás, de vez em quando.
Os teus textos já me fazem falta...

Um abraço enorme, minha amiga Berta, e
um beijo

Pitanga Doce disse...

BERTA, eu é que te agradeço por teres me aceito aqui no teu espaço durante este ano. Muitas experiências foram trocadas. Muitos riso e muitas lágrimas. Compartilhamos de bons momentos e para completar terminas o blog com amores-perfeitos!!! E amarelos!!!
Obrigada, Berta e estarei sempre lá.

Beijo da Pitanga Doce

Luis Eme disse...

foi um prazer grande passar por aqui, conhecer a tua escrita e aprender tanta coisa sobre a história da nossa Madeira.

um abraço grande e aparece sempre,

Berta-Helena

Maria Clarinda disse...

Parabéns pelo Ano!
Quanto aos teus novos caminhos...como eu os entendo , espero que sejam repletos de tudo bom, eu...eu estou por aqui...é só chamares.
Jinhos mil

Clarice disse...

Berta, descobrir você foi uma alegria, um aprendizado; sensibilidade em cada texto sempre tão bem escrito.
É verdade que devemos priorizar o que mais amamos fazer e o que precisamos fazer, então é perfeitamete compreensível que elejas tuas prioridades.
Nós leitores sentiremos falta de teus escritos, vindos aí do meio do oceano.
Guardei teu e-mail e com certeza faremos contato através dele.
Um grande abraço, obrigada pelos bons momentos e por deixar que eu entrasse nesse espaço tão caloroso de teu coração.
Até breve!

elvira carvalho disse...

Amiga Berta. Fico triste com a sua ausência, mas compreendo perfeitamente. A vida actual é muito exigente e não se compadece com os nossos gostos.
Desejo-lhe as maiores felicidades na sua vida pessoal, e se um dia tiver um tempinho, ficaremos muito felizes em revê-la por este espaço.
Um abraço

O Profeta disse...

Hoje vou falar de um bruxo
Do julgamento dos seus fracassos
Das marcas deixadas no pó
Dos seus errantes passos

Convido-te a partilhar a Serenidade na palavra


Mágico beijo

Maria Laura disse...

Espero que voltes, sim. E desejo-te felicidades nos novos desafios. Um beijo meu, com a certeza de que foi um prazer passar por aqui e ler-te todo este tempo.

Jose Augusto Soares disse...

Até breve!

leonor costa disse...

Na vida é necessário fazermos opções. Parabéns pelo aniversário do blog e votos de felicidades.



HOJE E AMANHÃ

redonda disse...

Oh! Primeiro pensei em dar os Parabéns - dou na mesma - mas depois leio sobre o fim e não gosto nada. Um ano é tão pouco e fico triste porque vindo aqui, lendo, começava a conhecê-la um bocadinho. Não dá para prolongar só por mais um ano? Ou começar um outro blog, agora, e anunciar qual é? Queria poder continuar a vir aqui de vez em quando.
Seja como for, gostei de vir aqui. Boa sorte para novas experiências (e uma poderia um novo blog)
um beijinho
Gábi

Maria disse...

Voltei aqui. Apeteceu-me ver os amores perfeitos... :))
Ainda te posso ler, sempre que eu quiser...

Um beijo, Berta

Duarte Olim disse...

Não duvidarei do regresso, revi nesta despedida, uma mensagem afim que fiz há mais de um ano, na qual me predispunha a não regressar, mas o "desfiladeiro" chamou-me e fi-lo renascer. É viciante, mas de facto esta partilha, seja apenas naquele monólogo interior, seja com os outros, preenche a minha existência. Gosto de criar e desejo sinceramente que aconteça uma reedição das "pequenas coisas" que tive o privilégio de conhecer.
Até breve ;)

© Piedade Araújo Sol disse...

Berta Helena

não entendi!porque vais abandonar as pequenas coisas? não vás, as pequenas coisas até são grandes coisas!

pensa bem, mas nada é irreversivel, portanto cá fico à espera.

beij

paideleo disse...

É unha verdadeira mágoa pero agardo a túa volta.
Encantado de coñecerte virtualmente !.

eu disse...

Já me tinha habituado a passar por aqui e vou sentir a perda, pela pessoa que é ilustrada pelo que escreve. Mas vou continuar a passar na esperança de ver renascer este espaço que faz parte de mim.

Um abraço.

sofialisboa disse...

olá berta só hoje vi que partiste, vai sim assim, e que sejas feliz sofialisboa

Bernardino da Purificação disse...

Não gostei de saber que vais privar-nos da tua sensibilidade. Conheço-te há tantos anos. Mas foi com gosto que descobri que, afinal, não te conhecia. É curioso como as pessoas se escudam e escondem nas relações sociais normais. Mas é reconfortante saber que, num momento qualquer da vida, as almas acabam por mostrar quem são. Espero que voltes. Mas mesmo que o não faças, hei-de continuar a passar por aqui. É a minha DDR de apaziguamento interior quem o exige.

BaBy_BoY_sWiM disse...

Sr.ª Berta Helena,

Lamento que termine o seu blogue, pode ter novos desafios, mas também num cantinho pode ser reservar-nos a sua companhia blogoesferica...

É verdade gostaria de a convidar para o jantar que irá haver de blogues no dia 25, pode ser?!

Os melhores cumprimentos

carteiro disse...

Apenas agora me deparo com esta notícia e é com grande compreensão que a encaro.
Deve repartir-se, o nosso tempo, pelos variados desafios da vida. Talvez sintas, um destes dias, saudades de voltar a este ou a outro espaço, e então sabes que serás bem-vinda, desta vez já com a confiança que foste conquistando nos doze meses que passaram.
Foi um prazer visitar-te e ser, por ti, visitado. Até sempre.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Berta, tenho imensas saudades tuas, espero que estejas bem!
Beijinhos de muito carinho,
Fernandinha

José Luís disse...

É pena não poder continuar.Já me estava habituando a visitá-lo com frequência.De qualquer maneira,desejo-lhe muitas felecidades para os seus novos desafios ,esperando que volte qualquer dia.Cumprimentos.

Maria disse...

Voltei.
Deixo-te outro abraço...

TINTA PERMANENTE disse...

Espero que sejam tantas e tamanhas as saudades. E, assim, o ir seja a volta...

Abraços!

elvira carvalho disse...

Regressada, de um problema de saúde que me afastou, estou visitando os amigos, e vim ver se tinha voltado.
Vejo que não. Deixo-lhe um abraço e o desejo de que encontre o que procura.
Felicidades

leonor costa disse...

Que pena, Berta! Contudo, a vida é feita de opções. Foi um prazer conhecê-la e tê-la como visita do meu blog. Obrigada. Ficarei à espera dum regresso.

Beijos e felicidades

HOJE E AMANHÃ

Nilson Barcelli disse...

O que importa é que faças o que te apeteça e sejas feliz.
Tudo de bom para ti, beijinhos.

Maria disse...

... que fazer quando nos dá uma vontade enorme de reler amigos?

Um beijo, Berta

Maria disse...

Hoje apeteceu-me vir ver os teus amores perfeitos...

Um beijo, Berta, com saudades

daniel moura disse...

Pois é. Esta é a vida feita ao vento.
Em leviana levas voas.
Vem, vai e se esvai...
Gostei muito do seu blog. Parabéns pelo trabalho... inté!!

Maria disse...

Voltei para te reler.
E para ver os amores perfeitos....
Saudades. Tantas.

Um beijo, Berta Helena

Nilson Barcelli disse...

Está tudo bem contigo?
Beijinhos.

Ana Ramon disse...

De vez em quando vamos assistindo à partida das pessoas que mais gostamos na blogosfera.
É muito bom partir e deixar tanta saudade. É sinal que mereceu a pena.
Outras vezes sentimos a alegria enorme de ver o regresso de algumas dessas pessoas.
Faço votos para que em breve assista também ao teu regresso. Quem sabe?
Para já aqui fica um grande beijinho e um abraço de saudade. Felicidades

Carlos Henrique Leiros disse...

Minha cara Berta;
.
É triste, antes de tudo, constatar que ao voltar, você não mais se encontra à frente deste belo espaço. Um pena!!!
.
Estive fora do almofariz, também [por um longo tempo]. Mas assim como refiz os passos retornando à velha casa, que você também, minha amiga, possa fazer o mesmo brevemente.
.
Assim espero.
Assim aguardo.
.
Abraços do
Carlos

Desambientado disse...

Cara Berta.

Por obséquio,
Faça um presépio,
Tenha um Natal,
De amor fraternal.
Mantenha os petizes,
Cobertos de amor,
Protegidos, felizes,
Sem eleição de cor.

Nesse seu presépio,
Deite o seu menino
No aurículo ou ventrículo
Do seu coração.
Um Natal a sério,
Também é um hino,
Ou um bom estímulo,
À fraternal comunhão.

Votos de que neste Natal o egocentrismo entre em crise e que haja uma pandemia de saúde.

Desambientado disse...

Pensei que já tinha desejado as Boas Festas, pois já tinha lido o post.
Votos de Boas Festas e Feliz Ano Novo.

manzas disse...

"A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus".

" UM FELIZ ANO DE 2009 "

Maria disse...

Bom ano para ti, Berta.

Um abraço apertado

Maria disse...

Passo sempre. Para ver os amores perfeitos. Ou para te reler. Ou para te deixar

um abraço...

mixtu disse...

e que os novos desafios sejam bons... como a vida...

abrazo serrano

Vieira Calado disse...

Pena!...

Até sempre!

Beijinhosss

mixtu disse...

apertou as saudades...

é normal...

o intercambio

os amigos

a leitura

un fuerte abrazo para una isla magica

Maria disse...

Vim deixar-te mais um abraço. porque estou a ouvir Patxi Andión e lembrei-me de ti...

mixtu disse...

já venho :)

Maria disse...

E já passaram 6 anos...
Abraço.